Bem Vindo ao Envelhecimento Vivo

Este é o início de uma longa e duradoura jornada entre você e eu e tudo o que somos.

Este blog trata de falar da vida. Daquilo que nos aflige ou fortalece, do que é um desafio ou angústia, do que é alegria e compartilhamento.

Escolhi este nome porque sinto e observo a riqueza contida no processo de envelhecer. Viver é experenciar. Estar vivo é reconhecer o caminho. É o percurso que importa, que o faz ser reconhecido como indivíduo.

Quantas vivências acumuladas (boas ou nem tão boas assim) que costuradas como uma grande colcha de retalhos, dão sentido às nossas vidas e à vida de outras pessoas! E suas experiências são somente suas. Ninguém pode removê-las, nem as vivenciar por você.

Aqui compartilharei com você assuntos variados, mas sempre voltados ao envelhecimento esperando seu comentário ou testemunho, pois essa troca é o que faz deste blog algo importante.

Sigamos! E como diria Walt Whitman, jornalista e poeta norte-americano de 1800, Carpe Diem.  Este poema trata dos desejos e dos percalços que a vida traz, mas valoriza os sonhos e o protagonismo.

Boa semana, Beijos, Marília.

 

APROVEITE O DIA

Aproveita o dia,

Não deixes que termine sem teres crescido um pouco.

Sem teres sido feliz, sem teres alimentado teus sonhos.

Não te deixes vencer pelo desalento.

Não permitas que alguém te negue o direito de expressar-te, que é quase um dever.

Não abandones tua ânsia de fazer de tua vida algo extraordinário.

Não deixes de crer que as palavras e as poesias sim podem mudar o mundo.

Porque passe o que passar, nossa essência continuará intacta.

Somos seres humanos cheios de paixão.

A vida é deserto e oásis.

Nos derruba, nos lastima, nos ensina, nos converte em protagonistas de nossa própria história.

Ainda que o vento sopre contra, a poderosa obra continua, tu podes trocar uma estrofe.

Não deixes nunca de sonhar, porque só nos sonhos pode ser livre o homem.

Não caias no pior dos erros: o silêncio.

A maioria vive num silêncio espantoso. Não te resignes, e nem fujas.

Valorize a beleza das coisas simples, se pode fazer poesia bela, sobre as pequenas coisas.

Não atraiçoes tuas crenças.

Todos necessitamos de aceitação, mas não podemos remar contra nós mesmos.

Isso transforma a vida em um inferno.

Desfruta o pânico que provoca ter a vida toda adiante.

Procures vivê-la intensamente sem mediocridades.

Pensa que em ti está o futuro, e encara a tarefa com orgulho e sem medo.

Aprendes com quem pode ensinar-te as experiências daqueles que nos precederam.

Não permitas que a vida se passe sem teres vivido…